quarta-feira, 23 de janeiro de 2008





Ele chegou e disse enérgico: É hoje. Já pensei em tudo.
_O quê? Hoje!?
_É.
_Mas... você pensou bem?
_Pensei em tudo.
_Mesmo?
_Em tudo, cara! Pensei em tudo! Não há nada que possa acontecer que eu não tenha pensado.
_Se der errado?
O resoluto sorriu desdenhoso. _Ora, meu caro, pode dar errado, pode dar certo. Não me importa mais. Qualquer coisa que acontecer eu já pensei, e nada poderá me surpreender.
Impressionado com tamanha certeza, o amigo deu de ombros. _Que seja!

Pouco mais tarde, ele chegou e disse de uma vez:
_Mariana, estou apaixonado por você.
E ela não fez cara de surpresa ou espanto, não achou ruim, não fez cara de quem já sabia, não achou estranho, não pôs a mão no coração e achou lindo, não disse oh, não me diga, não saiu correndo, não disse que já tinha outro, vamos ser amigos e nem caiu em seus braços dizendo que seria sua pra sempre. Ela sorriu.
Sorriu!
De uma maneira tão nova, tão pura e bela que fez as pernas dele tremerem.
Sem saber o que dizia, ele falou: _Na verdade, eu te amo.
E isso ele não tinha pensado.

3 comentários:

Cacau disse...

Oi linda. Eu gostei bastante desse último texto. Será que eu poderia enviá-lo a uma amiga que tem um estilo parecido? Claro, com a devida indicação de autoria. Ela vai curtir um bocado. Beijão.

Ilis disse...

Menina, não sei tu se lembra, mas a gente se conheceu lá em Fortaleza. Cheguei aqui pela Cacau, que deixou esse texto lá no blog da Mariana Miranda. Gostei tanto!
Beijoca e parabéns!
:)

Ilis disse...

ps - é Ílis de Amarílis